APOIO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS

FIEC

ATENDIMENTO

Segunda a Sexta-feira

08h às 12h e das 14h às 18h

ENDEREÇO

Rua Joviniano Barbosa, nº 35, Vila Hollandia, Campinas/SP - CEP.: 13085-385

Associação Paraolímpica de Campinas – APC © 2019 – Todos os direitos reservados

  • Assessoria APC

Na busca por índices para Tóquio-2020, atletas da APC competem Fase Regional Norte-Nordeste


Ketyla com o guia Rodrigo durante competição no último final de semana.

Foto: Patrícia Nascimento



Considerado o evento mais importante do calendário paralímpico nacional, o Circuito Brasil Loterias Caixa desembarca em Recife neste final de semana para a Fase Regional Norte-Nordeste. Entre os dias 13 e 15 de março, cerca de 700 atletas de 11 estados participam da penúltima etapa regional em busca de índices para as fases nacionais do Circuito além do índice para a principal competição do ano: os Jogos Paralímpicos Tóquio-2020.


A competição começa na sexta-feira, quando acontece o Desafio CPB/CBAt. No sábado e domingo ocorrem as provas da Fase Regional, para as quais estão inscritos 417 atletas do atletismo – dois deles representam a Associação Paraolímpica de Campinas (APC). Recém-chegados ao clube, os irmãos Ketyla e Kesley Teodoro vão para a competição na capital pernambucana com objetivos parecidos.


“Eu estou muito próxima do índice para Tóquio, então minha expectativa é melhorar a marca para que a confirmação do índice venha já neste fim de semana”, pontua Ketyla. “Essa competição sequencia o ciclo que iniciei em 2016 já pensando em Tóquio. Então vou com foco total para a prova a fim de buscar o melhor resultado que me coloque mais próximo dos Jogos Paralímpicos”, conclui Kesley.


Ambos os atletas participam do projeto Centro de Treinamento em Esportes Paralímpicos de Campinas e Região – CTEPCR: Atletismo Fase I, o primeiro projeto voltado para o atletismo de alto rendimento a ser executado pela APC, via Lei de Incentivo Federal, com patrocínio das empresas 3M, Grupo Bauminas, Aviagen, CI&T, Buckman, Matera, Stoller, Hospital Vera Cruz e Fundação Educar DPaschoal, além de apoios do FIEC e da Prefeitura Municipal de Campinas.


Irmãos Teodoro

Naturais de Rolim de Moura, interior de Rondônia, Ketyla e Kesley têm deficiência visual. Atual terceiro colocado no ranking nacional dos 100m (T12), Kesley iniciou no esporte em 2013 no salto em distância; em 2015 entrou nos 100m rasos e desde então ocupou o 4º lugar (2016) e 3º lugar (2017) no ranking mundial. Em 2018 ele teve uma perda de visão e foi reclassificado para a T12. Em 2019 foi convocado para o Mundial de Dubai, mas encerrou a competição sem medalhas. No cenário nacional, Kesley é o atual 3º colocado nos 100m, 2º nos 200m e 5º nos 400m. Ketyla está no esporte desde 2013, mas só entrou para o alto rendimento em 2018. Tem como principais conquistas ouro no Open (2018-19), uma medalha de bronze nos Jogos Parapan-americanos de Lima (2019) e 4º lugar no Mundial de Dubai (2019). No cenário nacional, ela ocupa a 3ª colocação no 100m, 2ª colocação nos 200m e 1ª colocação nos 400m.

26 visualizações